Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 26 de setembro de 2020

Geral

Rodoviários encerram paralisação por plano de saúde e carteira

17 de março de 2015 | 08h 03

São 70 pessoas trabalhando sem carteira assinada

Rodoviários encerram paralisação por plano de saúde e carteira
Os trabalhadores se reuniram na garagem com o sindicato (foto: Paulo José)
LEIA TAMBÉM: Empresas de ônibus não depositam FGTS há dois anos
 
Após negociação com o sindicato e as empresas, os rodoviários aceitaram encerrar a paralisação iniciada na manhã de hoje, mediante o pagamento do plano de saúde e a promessa de assinatura da carteira dos que estão trabalhando de maneira informal.
 
A informação foi veiculada há instantes no programa Acorda Cidade.
 
O vice-diretor do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana (Sintrafs), José Ferreira, negociou com os trabalhadores, mas disse que teve dificuldade de convencê-los a voltar. "Os trabalhadores estão indignados. Ninguém suporta mais", admitiu, classificando os colegas como "herois", que estão fazendo "o máximo para que a população não fique sem transporte."
 
Segundo o sindicalista, o gerente Roque Gomes prometeu que as empresas pagariam hoje à tarde as duas parcelas atrasadas do plano de saúde e iriam começar a providenciar a assinatura da carteira de trabalho dos 71 empregados que estão trabalhando de forma precária.
 
A concessão da Princesinha e da 18 de setembro foi encerrada no final de fevereiro. Ontem, a prefeitura realizou a primeira fase da licitação que vai escolher as duas substitutas, que vão assumir o serviço por 15 anos. Enquanto não ocorre a troca, as empresas que já atuam na cidade tiveram o contrato prorrogado por seis meses. No entanto, elas afirmam ter o direito de continuar por mais 12 anos, em função de um acordo assinado no governo passado com a prefeitura e por isso querem anular o processo licitatório em andamento.


Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje