Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 24 de janeiro de 2020

Geral

Secretaria de Agricultura promove cursos de capacitação

11 de março de 2015 | 11h 29
Secretaria de Agricultura promove cursos de capacitação
Dia 28 de março haverá um dia de campo no distrito de Ipuaçu
A Secretaria Municipal de Agricultura de Feira de Santana (Seagri) realiza cursos com o objetivo de capacitar técnicos da Prefeitura para levar aos agricultores informações práticas sobre propagação de fruteiras e apicultura.
 
A fruticultura está entre os segmentos que mais crescem no setor agrícola, uma importante alternativa para o desenvolvimento rural no município, geração de empregos e elevação da renda. A apicultura por sua vez, é uma atividade compatível com qualquer outra que possa existir no campo, tem retorno garantido e não exige grandes investimentos, apenas requer conhecimento técnico.
 
Convênio Embrapa-Prefeitura Municipal de Feira de Santana está buscando o povoamento de clones de umbuzeiros do tipo umbu-gigante e de mangueiras. A partir de mudas de comprovada sanidade, os produtos quando submetidos ao processo de transformação, podem ser vendidos de várias formas: polpas, compotas, licores, agregando valor e gerando negócios.
 
Simultaneamente está sendo feita a preparação dos futuros produtores de mel. Instrutores do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) ministram as aulas no Núcleo de Educação Ambiental do Parque da Cidade Frei José João Monteiro Sobrinho. O trabalho vai ser concluído na próxima sexta-feira,13. 
 
O aprendizado dos cursos inclui a enxertia em mudas de umbuzeiros do tipo umbu-gigante e de mangas que serão distribuídas para associações de pequenos produtores com prioridade para os distritos localizados no polígono das secas, Jaguara, Bonfim de Feira, Governador João Durval Carneiro, Maria Quitéria e Jaíba.   
 
DIA DE CAMPO 
 
Dia 28 de março haverá um dia de campo no distrito de Ipuaçu. O conteúdo das atividades inclui a parte teórica e demonstração prática das técnicas ensinadas. Os multiplicadores ao final do treinamento já estarão aptos para repassar a tecnologia aos agricultores. “No caso da apicultura em três meses a pessoa já está em condições de iniciar a produção”, garante Merivaldo Meira, instrutor do Senar.


Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje