Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 09 de julho de 2020

Geral

Aprovado requerimento para que TCU fiscalize operadoras de celular

11 de março de 2015 | 10h 08
Aprovado requerimento para que TCU fiscalize operadoras de celular

A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) aprovou, nesta terça-feira (10), o requerimento do presidente do colegiado, senador Otto Alencar (PSD-BA), para o Tribunal de Contas da União (TCU) fiscalizar as operadoras de telefonia móvel. “Ninguém suporta mais o serviço de péssima qualidade. São preços altos e serviços que não correspondem com aquilo que o consumidor da Bahia e do Brasil precisa”, disse Otto Alencar.


Segundo o presidente da CMA, há flagrante e constante desrespeito aos consumidores. “O consumidor brasileiro merece respeito e as operadoras não estão garantindo o serviço de qualidade”, avaliou.


Cobranças indevidas ou excessivas, pouca cobertura, autoatendimento de baixa qualidade, chamadas incompletas ou perdidas, dentre outros, são queixas frequentes dos clientes das operadoras da Bahia e dos demais estados do País.

 

Dados do Boletim Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) 2014, apontam que o setor de telefonia liderou o ranking de reclamações registradas pelos Procons de todo o País no ano passado. Em 2014, a telefonia fixa e móvel responderam, respectivamente, por 9,8% e 9,5% das 2.371.901 reclamações. O documento do Sindec reúne informações sobre as demandas dos consumidores apresentadas aos Procons integrados a entidade - 26 Estados mais o Distrito Federal, além de 336 municípios do País.

 

Na Bahia, em 2014, dados da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Governo do Estado, apontam que foram registradas 14.168 queixas contra o serviço de telefonia. Números da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostram que o País fechou março de 2014 com 276,58 milhões de celulares ativos. “Estamos tratando de um serviço de primeira necessidade. O consumidor cobra melhoria urgente”, disse Otto Alencar. 



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje