Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 05 de agosto de 2020

Segurança

Salvador e região apresentam redução de 12% no número de homicídios

10 de março de 2015 | 10h 20

Dados foram apresentados durante reunião do Comitê Executivo do Pacto pela Vida

Salvador e região apresentam redução de 12% no número de homicídios
De acordo com as informações, entre janeiro e fevereiro deste ano, a queda foi de 12,6% na capital baiana e na RM.

O número de CVLIs (Crimes Violentos Intencionais Letais) caiu em Salvador e RM (região metropolitana), segundo dados apresentados durante a primeira reunião periódica de 2015 do Comitê Executivo do Pacto pela Vida, nesta segunda-feira (9). De acordo com as informações, entre janeiro e fevereiro deste ano, a queda foi de 12,6% na capital baiana e na RM.

Em Salvador, houve 226 homicídios no período de 1º de janeiro a 28 de fevereiro de 2015 contra as 241 ocorrências do ano passado, o que representa queda de 6,2%. As áreas que apresentaram maior redução foram Itapuã (56,7%), Tancredo Neves (38,5%), Periperi e Nordeste de Amaralina, ambas com 33,3% a menos em relação a 2014. Na segunda quinzena de fevereiro, o índice de CVLIs, em relação a 2014, caiu 19,2% em Salvador e 20% na RMS.

Ainda segundo os dados, o índice de homicídios registrado na RM passou de 132, entre janeiro e fevereiro de 2014, para 102 no primeiro bimestre de 2015, representando diminuição de 22,7%. Na Aisp (Área Integrada de Segurança Pública) de Dias d’Ávila, as ocorrências tiveram redução de 100%. Já Simões Filho registou queda de 47,4% e Pojuca de 42,9%.

O governador Rui Costa, que participou do encontro realizado no Ministério Público do Estado, atribuiu à redução dos homicídios ao esforço dos policias que tralham combatendo a criminalidade.

— Os números são um sinal positivo, pelo qual parabenizo a todos que atuam entre os poderes públicos e, em especial, na área de segurança. Isso é resultado do esforço e da dedicação dos policiais militares e civis. Espero continuar esse trabalho acrescentando uma política social, direcionada às áreas mais sensíveis, para que possamos continuar comemorando uma redução ainda maior nos próximos meses.

FONTE: R7



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje